Neozelandês casado com Piauiense se encanta com a Cultura do Piauí

Fábia nasceu em Palmeira do Piauí em 1973, no entanto morou em sua terra natal somente até os 4 anos de idade, foi quando seus pais migraram para São Paulo em busca de uma vida melhor. A cidade grande ofereceu melhores oportunidades de educação e profissional, mas suas raízes sempre prevaleceram no Piauí.

Em 2001, quando tinha 28 anos queria melhorar o seu inglês, mesmo estudando inglês em escolas locais o aprendizado era muito lento. Vendeu seu carro e decidiu ir para o “exterior” estudar. O país escolhido foi a Nova Zelândia, até então nunca havia ouvido falar deste país, mas por ser um país com clima similar ao Brasil e morar numa ilha poderia ser uma experiência agradável.

Fábia em Auckland, Nova Zelandia.

Após alguns meses na Nova Zelândia acabou conhecendo o seu futuro marido, o Bruce. Ela estava estudando na escola de inglês quando percebeu que alguém estava lhe olhando pela janela, até então nunca havia notado que existia um prédio vizinho. Ela apenas viu um vulto pela distância e sentiu que uma pessoa estava lhe olhando. Foi assim que conheceu o Bruce, através de uma janela. Hoje estão juntos a 18 anos e durante este tempo Fábia teve a oportunidade de conhecer a cultura neozelandesa e a sua majestosa paisagem, mas Bruce também queria conhecer a cultura de Fábia.

A primeira vez que Bruce veio ao Piauí foi em 2003 e foi assim que a relação de amor com o Piauí começou. Continuaram morando na Nova Zelândia e sempre que podiam viajavam mais de 16.000 Km para visitar o Piauí.

Primeira foto de Fábia e Bruce em Palmeira do Piauí.

Em 2013 estavam cansados do frio da Nova Zelândia e queriam mudar de vida. Fábia pediu demissão do seu emprego, venderam a casa e mudaram-se para o Brasil, mas desta vez com uma missão, queriam ficar mais tempo e explorar os aspectos culturais da região nordestina, sobretudo a cultura Piauiense.

Bruce assando castanha com a mãe de Fábia.

Fábia e Bruce foram morar com à avó de Fábia no vilarejo em Palmeira do Piauí, onde nasceu há 45 anos. O Bruce foi o primeiro gringo a pisar em Palmeira do Piauí e mesmo sem falar a língua Portuguesa acabou fazendo grandes amizades e se tornou parte da comunidade. Assim que chegaram ao vilarejo, conseguiram umas bicicletas (nesta época era a bicicleta da Dilma) e assim exploraram o vilarejo de ponta a ponta. Fábia colocava sua câmera e tripé nas costas e o Bruce seguia com a sua máquina fotográfica.

Bruce e dona Tida – avó de Fábia.

Em umas dessas andanças Bruce viu um vaqueiro na beira da estrada, ficou fascinado com as vestimentas de couro que usavam para se proteger das armadilhas da caatinga e o manejo com o cavalo. A partir deste momento começaram a registrar o dia-dia dos vaqueiros em Palmeira do Piauí e acompanhar a Pega do Boi no Mato. Para Fábia e Bruce, o vaqueiro nordestino é uma lenda da cultura nordestina e que os orgulham. Uma tradição que começou na década de 1700 e até hoje continua enraizada na cultura nordestina.

Bruce em cima do cavalo ao lado de um Vaqueiro.

No momento Fábia e Bruce estão morando na Ilha Sul da Nova Zelândia, Fábia está trabalhando na produção de um filme-documentário sobre o Piauí e os seus aspectos culturais, já o Bruce está trabalhando na produção de um livro fotográfico sobre o Piauí. A intenção de ambos é promover os aspectos culturais da região nordestina, principalmente do Piauí na Nova Zelândia e também no Brasil.

Vídeo produzido por Fábia e Bruce com os Vaqueiros do Piauí.

Cadastre-se na lista VIP e receba novidades do Piauí gratuitamente!

Odemar Martins

Piauiense com muito orgulho e o fundador da Meu Piauí.

Website: http://odemarmartins.com